Como empresas ganham dinheiro ao contestar contratos de telefonia?

Quando o assunto é gestão empresarial toda e qualquer metodologia, que vise otimizar o fluxo de produção, reduzir custos e melhorar os resultados, é bem-vinda. Mas, selecionar novas ferramentas, para garantir uma administração ainda mais eficiente, requer criatividade, inteligência e uma boa dose de inovação. É preciso contar com o olhar apurado de profissionais perspicazes, que conseguem enxergar muito mais do que os dados constantes nos relatórios sobre várias questões que, embora não pareçam, são centrais. Uma delas é a gestão de gastos com telefonia.

Na condição de gestor, você já avaliou de que modo esta despesa impacta no seu financeiro?

Essa pergunta é importante e levanta algumas outras questões…

Você sabe qual a média de gastos com telefonia da organização? Já buscou entender de que modo seria possível estimular a redução de custos com telefonia, garantindo um maior controle e, principalmente, uma taxa maior de lucratividade?

As perguntas são muitas e ter a resposta certa para cada uma delas já não é tão difícil assim. Isso porque a tecnologia traz soluções que atendem perfeitamente essa demanda.

Na sequência, você pode entender de que modo os gastos com telefonia podem ser controlados.

Mais do que isso: você descobrirá que mesmo os valores dados como perdidos, em contas inativas, podem ser recuperados e integralizados, novamente, à receita da empresa.  Acompanhe, a seguir, três dicas que podem ajudá-lo nesse desafio!

 

#1. Como garantir a recuperação de ativos

A realização de uma auditoria é uma das maneiras de garantir, com dados consistentes e embasamento, a aplicação de um método sistemático de exame e avaliação que leve à recuperação de ativos.

Comumente, as auditorias em outras áreas costumam ser feitas por amostragem. Porém, no caso da telefonia, como o objetivo é identificar ativos passíveis de recuperação, o trabalho precisa ser aprofundado e amplo. Isso porque, na verdade, não se limita a resgatar, mas tem  também o desafio de evitar a recuperação de ativos.

Nesse sentido, a melhor prática a ser adotada é estabelecer um processo bem-definido e desenhado de acompanhamento dos gastos com telefonia, de acordo com o perfil da organização. Ainda assim, mesmo com o desenvolvimento desse trabalho, dependendo do momento que a empresa vive, a recuperação pode ser necessária.

Afinal, a organização é um elemento vivo e, como tal, muda constantemente, de modo que o seu perfil de consumo também sofre alterações.

Nesse ritmo, nem sempre aquela eleita como a melhor opção hoje permanecerá sendo, de fato, a mais adequada amanhã. Ou seja, é preciso identificar a necessidade de mudança e pensar em como fazê-la de modo estratégico. Isso porque, mesmo quando a demanda de adaptação é identificada de imediato, pode haver algum entrave capaz de impedir o ajuste do plano naquele momento. O período de carência nos contratos de telefonia é um dos fatores impeditivos que inviabilizam a mudança imediata.

 

#2. Erros frequentes que aumentam os custos com serviços de Telecom

Se o gestor não prioriza implantação de um sistema de gerenciamento de Telecom, controle adequado para a redução de gastos com telefonia, uma série de erros se repete, levando a prejuízos consideráveis. Quer dizer que, quando há um gerenciamento preciso desses custos, muito possivelmente os esforços para recuperação de ativos serão bem menores.

Confira, a seguir, quais são os erros mais comuns. Será que eles também estão impedindo a redução de custos com telefonia na sua organização?

  1. Não priorizar a realização de inventário de ativos, dificultando a visão global da organização;
  2. Manter a base de contratos descentralizada, dificultando as negociações de tarifas mais interessantes;
  3. Não investir em uma política de gestão de uso dos serviços pelos funcionários.
  4. Pagar juros de contas atrasadas por não ter a visão geral de todas as faturas e respectivos vencimentos;
  5. Deixar de fazer a conferência de faturas e pagar por serviços que não foram consumidos;
  6. Perder a chance de fazer contratos para serviços via e-mail e pagar mais caro por não usar esse recurso.

 

#3. Por que pensar na recuperação de ativos e na gestão automatizada de Telecom

A partir do momento em que você, gestor, decide apostar em uma gestão sistemática e adequada de Telecom, um dos benefícios imediatos é a redução dos gastos com telefonia. Mas, além destes, é possível elencar uma série (bem completa) de outras vantagens que podem ser experimentadas na prática.  Veja a seguir:

Ganhos Operacionais

  • – Alocação precisa das despesas nos centros de custos;
  • – Gestão das faturas, com possibilidade de agrupamento e adequação de datas de vencimentos;
  • – Otimização do fluxo de pagamentos;
  • – Verificação simples e fácil de débitos em aberto;
  • – Inventário atualizado;
  • – Acompanhamento do ciclo de vida dos recursos de Telecom que indica o momento certo para fazer a substituição de aparelhos.

Ganhos Financeiros

  • – Planos e serviços adequados, sob-medida para o perfil de consumo de organização;
  • – Auditoria constante do inventário e das faturas;
  • – Identificação das oportunidades de renegociação de contratos e celebração destes;
  • – Implantação de uma gestão do uso de Telecom, com identificação de desvios, ou seja, das utilizações indevidas do inventário pelos colaboradores.

 

#3. Foco do time no que realmente importa

Além dos benefícios elencados – seja na esfera financeira, seja na operacional –, a gestão de Telecom é estratégica e impacta no crescimento na organização, porque permite que o seu time foque a atenção e canalize a energia exclusivamente para o core business.

Quando você, gestor, libera o time da obrigação de fazer gestão telecom, os profissionais ganham autonomia e tempo para se dedicar a uma série de atividades e projetos que têm maior impacto nos resultados. Dessa forma, o capital humano, o mais valioso da organização é valorizado e ganha condições de ter uma performance superior.

 

Estratégia: gestão de telefonia somada à prevenção de recuperação de ativos

Como a atividade de gestão de Telecom não agrega valor ao time interno, vale muito mais apostar na contratação de empresas especializadas. Elas sabem exatamente como implantar uma política de gestão de telefonia adequada, que dê resultados efetivos por meio do contínuo controle dos custos com Telecom.  

Investir na adoção de uma solução tecnológica desenvolvida especialmente para atender às demandas da empresa é o melhor caminho para gerenciar com tranquilidade e ganhar mais uma vantagem competitiva.

Aposte alto na tecnologia!

Assim, você terá as melhores práticas de gestão de Telecom sempre atualizadas, sendo aplicadas tanto para o gerenciamento, quanto para a redução de custos com telefonia. Tudo pelo sucesso da organização!

conta minima software gestão de telecom

Solicite um Contato

A partir da contratação do Outsourcing em Telecomunicação, o cliente conta com o desenvolvimento de um projeto exclusivo, criado especialmente para suprir suas necessidades. A empresa recebe, então, a instalação de todos os recursos que constituem uma completa infraestrutura de gestão e manutenção, em operação de serviços de voz e dados.

Receba novidades no e-mail!

Mais no blog

Veja todos os artigos